EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL



Existem várias tipos de manifestações que se tratam de experiência ou vivências espirituais.
“Emergência espiritual são experiências dramáticas e estados mentais incomuns que a psiquiatria tradicional diagnostica e trata como distúrbios mentais e que na verdade são crises de transformação pessoal.”
A emergência espiritual é uma das mais conhecidas e muito confundidas com surtos psicóticos e episódios esquizofrênicos. Mas, tanto ela como os surtos são experiências espirituais, pois  são crises de transformações pessoais, que é  a necessidade de mudar o eu.
A diferença de surto psicótico e da emergência espiritual é ínfima, já que não há fronteiras bem delimitadas entre uma e outro. A diferença está basicamente na forma de manifestar essa vivencia. Se uma pessoa que está vivendo uma emergência espiritual consegue manter alguns fatores como a capacidade de  amar, perdoar, trabalhar,etc.. Ou seja, uma experiência espiritual mais pura  não chega a atrapalhar tanto a vida dela mesma e nem das outras pessoas com isso ela não é considerada doente.
Qualquer tipo de experiência espiritual é válida, pois é uma necessidade da pessoa passar por isso, a pessoa precisa desse tipo de crise de transformação, pois ela está passando por uma transformação pessoal, na verdade a crise de transformação é o resultado que vemos de um processo que a pessoa já estava passando a um tempo.
O objetivo da experiência espiritual em si, sendo crise ou sendo só emergência espiritual, o objetivo é o mesmo, fazer a pessoa se transformar em um ser humano melhor, por isso o nome crise de transformação.
Pode se observar que todos os surtos psicóticos, tem uma forte característica espiritual, quando não estão ligados diretamente com temas religiosos estão indiretamente, pois todos eles têm a vivencia do UNO da percepção do universo que tudo está conectado e do sentir a presença de um Ser Superior.
Tanto o surto como a emergência espiritual são um chamado, que geralmente de início nos recusamos a  vivê-los, mais independente da recusa é algo que temos que passar.
Já que a experiência espiritual é algo bom, Por que adoecemos?
A diferença do tipo de manifestação está no recipiente e nas circunstâncias.
O recipiente depende de cada um, é uma característica da pessoa, ele é o meio físico e mental em qual vai passar os fluxos de energia da experiência espiritual.
As circunstâncias é o tipo de condição em que a pessoa se encontra, dependendo do recipiente e da condição dessas pessoas ao viver a experiência espiritual as manifestações podem ser boas ou ruins. As ruins são como se fosse os efeitos colaterais do corpo e da mente, são reações negativas manifestadas, por causa da vivencia espiritual em circunstancias não adequada. 
Uma experiência espiritual bem sucedida, que traga mais benefícios, tem que haver certa preparação para poder recebê-la.
Uma experiência espiritual mais pura é uma experiência em que a pessoa ao viver essa experiência ela vive de forma mais serena e fica mais ligada por mais tempo em sintonia com a luz.
O corpo é um canal por onde passa esses fluxos de energia. Quando o canal está aberto somos mais sensíveis que o normal. Nossa sensibilidade é tanta que captamos tudo ao nosso redor. Sentimos coisas visíveis e invisíveis.
É como se fossemos uma antena parabólica que capta todos os sinais e não filtra.
Esse tipo de antena é a forma mais grotesca de viver uma experiência espiritual é  uma jorrada de fluxos de energia que captamos de uma vez, sem distinção, canalizamos o que importa e o que não importa.
Como não possuímos uma estrutura física e psíquica para canalizar tanta energia e decodifica-las, como é tanta energia e informações e a estrutura ou recipiente não é adequado, alem disso não temos o dicernimento, por isso se manifesta a doença psíquica.
É difícil saber essa fronteira que às vezes é invisível entre a emergência espiritual e surto psicótico, pois ambas são experiências espirituais e se desenvolvem com o contato com um Ser Superior.
Mas, essas manifestações espirituais ou crises  que surgem de repente não são consideradas um desastre?
De primeiro momento as pessoas consideram como algo terrível que acontece com uma pessoa, que como geralmente é de forma imprevisível, acontece de repente, pois ninguém esperava, isso é considerado como um desastre na vida da pessoa e de seus familiares.
Tudo está ligado de uma forma harmônica. Nada acontece de forma desordenada, embora aparentemente aparente ser algo desordenado.
Um exemplo de um acontecimento da natureza:
Um raio é uma grande descarga elétrica que acontece entre as nuvens e a terra. Tem comunidades antigas que considerava mau presságio quando ocorria vários raios. Mas, uma coisa é certa, uma descarga elétrica do raio é tão poderosa que pode ate matar pessoas. Com o tempo a humanidade passou a estudar esses fenômenos e as leis da Natureza para entender como ocorriam esses fenômenos dos raios. Por causa do entendimento das leis da natureza o homem conseguiu dominar e aprendeu a lidar e a canalizar os fluxos de energia e com isso se descobriu muitas coisas, como linhas de transmissão de sinais de telefone e internet e, por causa dessas descobertas, o homem usa o conhecimento da ciência a seu favor e com isso proporciona várias coisas boas para a humanidade.
Outro exemplo da natureza são surgimento de montanhas ou erupções de vulcões, antigamente se achavam que esses fenômenos eram “ catástrofes” da natureza. Hoje em dia se sabe que tudo está ligado de uma forma harmônica. Embora algumas coisas como erupção de um vulcão, uma tempestade ou furacão pareça ser um evento catastrófico, a ciência já sabe que tudo no mundo está ligado, que tanto uma mudança climática, como um surgimento de um grande relevo são reações da natureza para se alto equilibrar.
Todos os eventos súbitos ou lentos estão ligados e são regidos pelas leis da natureza, embora em curto prazo ou pontualmente aparentemente estejam desordenados, eles são ligados harmonicamente entre si.
A mesma coisa é a manifestação da experiência espiritual.
Assim, como temos que aprender a entender as leis da natureza para usar ao nosso favor, temos que aprender sobre as leis espirituais para também usarmos a sabedoria delas em nosso benefício.
O surto psicótico mesmo sendo uma experiência espiritual não tão pura, é um tipo de experiência espiritual. Pelo fato de ser uma experiência de elevação da consciência e ligação com o Ser Superior, portanto é uma experiência positiva.
Positiva para todos, embora em curto prazo e pontualmente a visão que se tenha é que tenha sido uma “catástrofe”.
“ Tudo no universo ocorre pro bem.”
A partir dessas experiências a pessoa se torna uma pessoa melhor. A pessoa volta ao mundo transformado e não é mais o mesmo.
Tem gente que fala que não quer nunca mais ter um surto.
Mas, a partir do momento que se abre uma porta, ela nunca mais se fecha. Pois, abriu-se um canal direto para trocas de fluxos de energia com o Ser superior. Você tem que desenvolver seu lado espiritual, quer queira ou não. Pode e deve se cuidar para não viver mais um surto, mas também deve desenvolver seu lado espiritual para quando tiver que viver uma experiência espiritual vive-la de forma mais pura e saudável.
Você já foi chamado, já está na jornada, no caminho da busca da evolução, só lhe resta viver esses caminho da melhor maneira possível e descobrir, junto a sua fonte espiritual (desenvolvendo seu canal com a consciência e sabedoria Divina) qual a sua verdadeira missão.


Acompanhe no Facebook  e no Instagram e Inscreva-se no canal Viviane Vaz Coach no Youtube.  Mais Informações acessem o site coachesdesuperacao.com 

6 comentários:

Anônimo disse...

Totalmente de acordo.. Todos temos nossas experiências. Aquele que não prova novidades, é aquele que está morto.
As experiências que temos nos mostram que somos capazes de enfrentá-las, se não, não teríamos oportunidade de tê-las. Entretanto, por receio, constrangimento, ou algum trauma, algumas pessoas se inibem tanto que chegam a imaginar que não conseguem alcançar tal feito. E então, se inicia um processo de bloqueio. Mas o ser humano é capaz de tudo. Capaz, principalmente, de superar aquilo que deveras o aflinge. Paciência. Essa é a palavra-chave. Com o tempo e batalha se consegue o que se almeija.
Desejo a todos os leitores que tenham paciência e continuem vivenciando as experiências espirituais com positividade e sede de vitória!
Abraços,
Livia

Marcela Brasil disse...

Que lindo!!! Adorei!!! Me lembrou tantas coisas que fica até difícil escrever em uma lógica linear... então vou fazer um "brainstorm" aqui:
- filme ESTAMIRA (imperdível)
- Salvador Dali que dizia: "A diferença entre um louco e eu é que eu não sou louco."
- a descoberta do LSD que resultou de uma pesquisa para encontrar a fórmula de um remédio, mas descobriram que o LSD ativa áreas e caminhos cerebrais que naturalmente não seriam ativados e, uma vez ativados, não há mais volta, abre-se um conhecimento onde o cérebro não pode mais apagar.
- tem muuuuito a ver com artistas... loucos que tem a "licença" para pirar.
- lembra muito a fenomenologia, onde tudo é uma experiência pessoal percebida daquela forma unicamente pela própria pessoa.

... ai muitas coisas... me chamou muita atenção e que p mim resume e torna maravilhoso: a idéia de simplesmente ser um processo de mudança pessoal! Isso prova que somos vivos, eu acredito que quem para no tempo, não muda, isso sim caracterizaria uma doença, ou até um tipo de morte. Nada na natureza é estanque. Transformar é a missão da vida!
Bjs, Marcela

van vaz disse...

Muito bom!
Dá vontade de estudar mais, pesquisar, se aprofundar no assunto.

Para mim, o texto é apenas uma amostra do quanto o ser humano ainda tem para ser explorado e descoberto.

A busca pelo a autoconhecimento e transformação é tão assustadora e desafiadora quanto viajar pelo universo!

Acredito sim que toda crise, surto é um tipo de experiência de transformação, e, por que não, experiência espiritual.

Só acho que devíamos preparar melhor nossos "recipientes" - corpo e mente- para essas transformações, sejam elas vindas através de surtos, crises, ou simples frustações.

Nada é por acaso! E não existe nada que seja 100% ruim. Sempre-se se pode tirar algo bom é só explorar com cuidado e refletir!

Enfim, ótimo texto! Recomendo!!!!!!!!!

Um dia a psiquiatria e a psicologia ainda vão descobrir o universo magnífico das experiências psicóticas e darão o devido valor, respeito e, principalmente, atenção a cada experiência deste nível. E, verão que delas, destes casos até então inexplorados e não estudados com o devido cuidado se pode tirar muito conhecimento, muitas respostas e, principalmente, novas perguntas.

van vaz disse...

Muito bom!!!!!!!!!!

Jeanne Geyer disse...

Estou fazendo um trabalho de divulgação do meu mais novo blog, portanto hoje estarei te visitando e conhecendo teu espaço. Peço desculpas pelo comentário pronto, não é do meu feitio, faço apenas para facilitar a divulgação. Depois que você conhecer o meu espaço, voltarei para te ler com atenção e fazer comentários individualizados.
O link do blog é: http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/ te aguardo lá, obrigada pela atenção, um abraço.

Heaven Light disse...

Nossa, na veia!!! Como médium, posso dizer que 80% das minhas crises são de origem espiritual. Apenas 20% é químico!
Penso desta mesma forma!
Acesse meu blog: asluzesdoceu.blogspot.com.br

Abraços!