O número de bipolares aumentou

O número de bipolares aumentou não só no Brasil, mas em todos os paises também.

De acordo com as pesquisas realizadas nos EUA, uma em cada três pessoas terá pelo menos um episódio de um transtorno mental no decorrer da vida e, no período de 1 ano, um entre 5 indivíduos encontra-se em fase ativa da doença. Portanto se vc já tiver tido ou vier a apresentar um distúrbio psiquiátrico, “ VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ.”

obs: Esses dados são da população Americana, não existe ainda dados estáticos suficiente desse tipo de pesquisa no Brasil.

Por que o número de bipolares aumentou no Brasil ?Dois Autores me respondem isso bem:

* Diogo lara- vivemos em uma sociedade cada vez mais bipolar e buscadora de novidades. Além do temperamento q herdamos dos europeus( buscadores de novidades, exploradores), estamos vivendo uma época mais competitiva, invasiva, estressante, com escesso de informação.
" torna -se mais importante ponderar a visão do mundo, para não sermos jogados para cima e para baixo."
Diogo Lara
* Augustu Cury - Ele fala da doença mental em geral, do aumento dela no país.
" Nunca a industria de lazer( tv, internet, vidiogmes,..) foi tão expandida e, no entanto, o ser humano nuca teve um humor tão triste e ancioso.
Nunca as pessoas viveram tão adensadas nos escitórios, nos elevadores, na sala de aula, e nunca foram tão solitárias e caladas sobre si mesmas.
Nunca o conhecimento se multiplicou tanto em nossa época, mas nuca se destruiu de tal maneira a formação de pensadores. ( Hoje muitos são apenas repetidores de informação, poucos são os pensadores).
jamais a tecnologia deu saltos tão grandes e, contraditoriamente, JAMAIS O HOMO SAPIENS DESENVOLVEU TANTOS TRANSTORNO PSÍQUICOS E TEVE TANTA DIFICULDADE DE SE TORNAR AUTOR DE SUA PRÓPIA HISTÓRIA."

Augusto Cury


Acompanhe no Facebook  e no Instagram e Inscreva-se no canal Viviane Vaz Coach no Youtube.  Mais Informações acessem o site coachesdesuperacao.com 


9 comentários:

mirna perez disse...

alou rssrs tem alguem aí? sou bipolar e por incrível que pareça estou há dois anos sem tomar medicamentos e só me policiando, sem maiores ênfases. mas já fiz coisas do arco da velha quando não sabia que era bipolar rssrrssr.
Hoje vou mais devagar srssrrsrsrs

Anônimo disse...

posso dizer que tenho vivido momentos de muito mas muito sofrimento... desde finais de outubro que me encontro num estado de apatia prufundo. acordo e sento-me no sofa vendo televisao o dia inteiro sem conversar com ninguem uma vez que nao cosigo ter uma conversa como se os meus pensamentos tivessem sido sugados e aleado a isso desenvolvi uma especie de fobia social nao consigo tar com ninguem, andar na rua pra mim e uma tortura, a minha vontade era ficar o dia inteiro na cama no escuro de preferencia... tenho 25 anos e graças a esta maldita doença nada consegui fazer da minha vida è horrivel pra mim ver que todos os meus amigos e colegas de escola conseguiram ter as suas proprias vidas e que eu permaneço um vegetal, uma parasita da sociedade ou pior da minha familia...
mas nunca fui ao medico nem tomei qualquer tipo de medicaçao, tudo o que sei sobre a minha doença e resultado de muita pesquisa pra me tentar compreender, eu so queria ser normal, ser feliz... nao sei se terei forças pra continuar, que deus nos abençoe a todos nesta ardua caminhada

Mente inquieta disse...

anonimo,
vc tem que ir ao medico, tomar alguma medicação, pois é necessario para que vc possa sair do estado em que está.
Sair sozinha dessa situação sem auxílio de um tratamento é muito difícil. vc precisa ser permetrir ser ajudado. Pense nisso!

Anônimo disse...

TENHO UM FILHO QUE IRA CUMPRIR 22 ANOS E E` BIPOLAR DES DOS 17.
FOI BEM DIFÍCIL ACEITAR O DIAGNOSTICO DOS DOUTORES. ANTERIORMENTE LHE DAVA AS CRISES 1 VEZ POR ANO, EM 2010 ESTEVE INTERNADO 8 MESES.NAO MORAMOS NO BRASIL AQUI OS COSTUMES SAO OUTROS NAO SAO COMO NOS BRASILEIROS, QUE OS JOVENS TEM BASTANTES AMIZADES.
ELE SEMPRE TOMA AS SUAS MEDICAÇÃO CORRETAMENTE SEQUE OS HORÁRIOS PARA TOMALAS MAS MESMO ASSIM TEM TIDO AS CRISES JA SAO 2 VEZES QUE TROCAM OS REMÉDIOS.TEM HORAS QUE ME DESESPERO E ME SINTO IMPOTENTE PARA AJUDA-LO.

Mente inquieta disse...

Pai é difícil pra família mesmo, querer ajudar e às vezes não conseguir..Essa sensação de impotência é normal.
Vc disse que vc mora no exterior e que seu filho foi internado por 8 meses. Eu não sei que sistema esse país adota, mas acho muito tempo.
Internar às vezes é necessário, mas acho muito importante a presença constante da família. Que seja um local próximo para a família ir sempre.
Com relação a seu filho ter crises, mesmo tomando a medicação corretamente, isso acontece mesmo. Fui numa palestra na UNB sobre bipolaridade e a psiquiatra Dr. Graça, que desenvolve pesquisa nessa área, disse que mesmo quando a gente toma medicação corretamente, mesmo que faça o tratamento tudo certinho isso não garante que não vai ter crise. Ou seja, a eficiência do tratamento não é 100%.
As crises tendem com o tempo a diminuir a freqüência e a intensidade, até que um dia elas não aparecem mais.

cleitonfss disse...

“Vivemos em um mundo onde não conseguimos sobreviver sem depender de alguém ou algo. Até mesmo as pessoas mais bem estruturadas e sucedidas dependem de alguém, pois o homem se tem algo depende de ter alguém e se tem alguém, precisa ter algo. Mas a muitas pessoas que somente se preocupam em ter algo e deixam o alguém pra depois e as vezes não chegam a viver esse depois. Também tem pessoas que gostariam de não depender de algo para viver bem, principalmente quando esse algo é medicação, mas essa é uma realidade de muitos, e também nestes casos e talvez principalmente nestes casos o alguém seja ainda mais importante, pois sem ter um alguém talvez não fosse tão necessário ter esse algo”.
http://cleitonfss.blogspot.com/
cleitonfss@hotmail.com

Anônimo disse...

sou bipolar..36 anos...sinto como um castigo de Deus...e ao mesmo tempo fruto dos meus pecados...embora saiba que esta doença não escolhe raça nem sexo nem credo...acredito que no meu caso sou culpada e sempre serei........por isto não tenho muita esperança...faço tratamento e trabalho...mas sinto muito efeitos colaterais como sono..cansaço..irritação...apatia...ou sintomas da mania ou hipomania......boa sorte a todos vcs :-)

Anônimo disse...


Não sou bipolar, mas convivo ha muitos anos com bipolar, talvez tenham sido meus melhores amigos,adoro seus espiritos aventureiros e consigo entender sua tristeza transbordantes e até sua agressividade.Tenho uma irma bipolar e tambem uma amiga cujo o diagnostico e muito grave.São seres estremamente inteligentes unicos, estão o mais perto de Deus como na realidade eu jamais conseguiria estar, atravessam a escuridão como nos talvez nao conseguiriamos. E eu sinto que irei ate o fim do mundo com elas, nao porque eu sei quem realmente sao no fundo do meu coração.

Anônimo disse...

Que lindo, eu como bipolar me senti lisongeada. Sou bipolar e tambem obsessiva compulsiva, toc, sou enfermeira trabalho e sou concursada em dois empregos, tenho 33 anos, ja me trato ha4 anos, tomo varios medicamentos e e gracas a eles que estou estabilizada e trabalhando. E dificil, tem os efeitos colaterais mas mesmo assim luto todos dias contra a doenca, sigo em frente, com o tratamento, fe e muito apoio da familia, colegas de trabalho e amigos