Filme sobre Bipolar


Paris Filmes/Divulgação

Sinopse: Após meses de internação numa clínica, jovem bipolar retorna para casa e, enquanto tenta recuperar a vida antiga, faz amizade com uma mulher tão problemática quanto ele. 

DiretorDe David O Russel
GêneroComédia
Duração122 minutos
ElencoCom Bradley Cooper, Jennifer Lawrence e Robert De Niro

Recomendo a vocês assistirem o filme " O Lado Bom da vida" o longa retrata a história de um bipolar, a história é muito boa é bem parecida com o cotidiano de quem está voltando de uma clinica e tentando se recuperar .
Mostra: o cotidiano do bipolar nesses momentos de adaptações,  o apoio da família, os conflitos vivido não só entre os personagens envolvidos com a bipolaridade, mas também os conflitos dele mesmo consigo mesmo.
O filme tem um enfoque positivo isso sem deixar de ser realista, pois ele mostra em várias situações as dificuldades enfrentadas com a doença.

Muito bom filme! Recomendadíssimo!
Esse filme está em cartaz nos cinemas!
Vale apena conferir!

Trailer do filme:


Outras reportagens sobre o Filme O lado Bom da vida:
Cine cultura - O Lado bom da vida

Bipolar Brasil - Filme O Lado Bom da vida

8 comentários:

Luciana Souza disse...

Oi pessoal
Eu já li o livro Mente Inquieta, e é o melhor livro que fala da bipolaridade que já li. Vi uma crítica desse filme num blog de um amigo meu, e sabia que falava de um bipolar, mas ainda não saiu na minha cidade, não vejo a hora de estrear para assisti-lo. Já estou seguindo vcs.
Bjos. Fiquem com Deus.
http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

Jeanne Geyer disse...

o pessoal está falando muito bem deste filme. vou esperar pra sair em video pq não gosto de ir a cinema, não me sinto bem.adoro teu blog! bem esclarecedor, vamos ajudar a acabar com o preconeito! bjs
http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

Jeanne Geyer disse...

parece que não saiu o comentário,rsrs ouvi falar muito deste filme, estou esperando sair em video para ver. bjs
http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

Inaê Luz disse...

Oi, Viviane, tudo bom?

Meu nome é Inaê, sou pesquisadora da produtora Boutique Filmes, que fica em São Paulo. Produzimos, já há 3 anos, as séries sobre saúde apresentadas pelo Dr. Dráuzio Varella, no programa Fantástico, da Rede Globo.
(A Boutique era chamada de Varal Produções até o ano passado, e é esse o nome que se encontra nos créditos da série).

Estamos produzindo a atual temporada, que será sobre transtornos psiquiátricos. Temos um episódio que trata da bipolaridade.
Procuro pessoas que tenham o transtorno que se disponham a falar sobre ele.
Sabemos que se trata de um tema delicado, que acarreta interferência nas vidas das personagens que participam do programa.

Caso interesse, e ache que pode nos auxiliar, poderia me enviar um telefone, para conversarmos melhor?
meu email é inae@boutiquefilmes.com.br
Desde já agradeço a disposição e me coloco a disposição para quaisquer duvidas.

Um abraço,

Inaê Luz


Mente inquieta disse...

Inaê Luz,
Te respondi no email, meu email é
auriavaz@gmail.com

Abraços

Mente inquieta disse...

Jeanne Geyer

O Filme é maravilhoso, vale a pena ver!
Aqui em Brasília ele ta fazendo maior sucesso! As salas dos cinemas estão lotadas.
Alem disso o filme teve 8 indicações ao Oscar, incluindo melhor melhor filme, direção, roteiro, ator, atriz, ator coadjuvante e atriz coadjuvante, merece atenção. O LADO BOM DA VIDA!

Anônimo disse...

Sou Bipolar, sei que é um transtorno bem dificil mas depende muito como a pessoa é tratada pelas pessoas, família, marido, filhos, amigas...
Já as pessoas sabendo a dificuldade que é ter essa doença nada fácil, somos rotulados, discriminados pela sociedade e pela própria família.
Eu que tenho que ter paciência com todos ao invés deles terem comigo.
Só um pequeno explemplo, entrei anos atrás em uma aula de ginástica e soube por outra amiga que já comentaram que era para ter cuidados comigo pq eu era um bipolar.
Isso fez com que eu não frequentasse mais nada, dizem que o negro é discriminado?
Acho pouco, a doença mental é muito mais, me acho uma pessoa muito amável e amiga, só não gosto de ver injustiças com ninguém.
Sou até depressiva.
Mas acho mesmo que as pessoas estão perdendo o jeitinho humano, sabe? Gentileza gera Gentileza?
Depois todos são bipolares, peraí, tem é muita gente grossa e mal educada.
Vamos respeitar de fato os portadores dessa doença, que não queiram te-la é muito, muito sofrida.
E posso dizer com toda honestidade, tomo todos dias remédios, e tenho pouco tempo de dias bons o resto só depresão.
Como dizia um amigo essa doença é pior que cancer, que se não não mata cura de vez.
Desculpe o desabafo, mas denho sofrido muito há mais de 20 anos com ela, e só vejo fim bonitos no fantásticos e nos filmes.
abcs
A discriminada Bipolar

Regiane50 disse...

Li o livro e assisti ao filme.
O filme é muito diferente do livro. Quem não leu o livro, difícilmente entende o filme. O livro é claro, límpido, muito bem escrito. O filme deixa muito a desejar.