Transtorno Bipolar e Males da Alma


                                          Dr. Drauzio Varella

Drauzio Varella na série do Fantástico ‘Males da Alma’ fala sobre Transtorno bipolar

Neste domingo dia 24 de março de 2013 a Rede Globo de Televisão passou no programa Fantástico  na série de  Dr. Drauzio "Males da Alma"  foi sobre o  "transtorno afetivo bipolar do humor". 

A série  é composta de seis episódios, Dr. Drauzio traz mais informação sobre depressão, pânico, transtorno obsessivo-compulsivo, bipolaridade, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e transtorno da auto imagem. 
O último episódio foi nesse domingo dia 24 de março sobre Transtorno bipolar do humor.

“A intenção é discutir esses distúrbios que afetam a vida de milhões de pessoas, muitas das quais sofrem sem entender o que se passa com elas”, relata Drauzio Varella.

O programa desse domingo acompanhou a vida diária de duas pacientes com transtorno afetivo bipolar do humor (uma de São Paulo e outra de Belo Horizonte). Além é claro de apresentar um pouco sobre a doença bipolar. 

O programa teve pouco tempo de duração no Fantástico e talvez por causa disso tenha ficado alguns assuntos relevantes sem serem abordados. Mas, de qualquer forma, a iniciativa foi  boa  para trazer um pouco de informação a população e para mostrar que bipolar não é coisa de outro mundo.


Confiram o vídeo no Fantástico:



Além da exibição dos programas, a Rede Globo disponibilizou na internet acesso a população brasileira que necessita encontrar ajuda em psiquiatria, psicologia etc através dos serviços dos CAPS (centro de atenção psicossocial), ao acessar você tem um"mapa de atendimento" para facilitar a procura. Acesse para saber mais: http://especial.g1.globo.com/fantastico/males-da-alma/



Acompanhe no Facebook  e no Instagram e Inscreva-se no canal Viviane Vaz Coach no Youtube.  Mais Informações acessem o site coachesdesuperacao.com 

6 comentários:

Poltrona Cultural disse...

Depressão

Fico impressionado com alguns ignorantes que acham que depressão é frescura. Não é! A vida perde o sentido, perdemos a vontade de não sair da cama, de não tomar banho, de não comer e muitas vezes de viver. Li algumas matérias de especialistas que afirmaram que toda depressão tem caráter suicida, é preciso ter alguns cuidados, tratamento, observação. É preciso superar a vontade de não fazer nada, vencer cada obstáculo, ter a consciência de que você está doente e que você vai se curar. Estou em depressão, estou em tratamento, a famila é importantíssima nesse processo que me afirmavam o quanto eu sou especial. Ajudou? Muito. Você é muito importante, para a sua família, para seus amigos, para o mundo, para o universo. Pode acreditar! O mundo ficaria mais triste sem você, sem sua luta, sem seus sonhos, sem seus anseios, sem a sua liberdade e sua felicidade. Você é a gota que ajuda a mover o mundo.

geovania costa disse...

Minha mãe tem depressão,e no início achava que era preguiça,frescura...mas com o tempo fui percebendo que era mais sério do que eu pensava.Hj ela faz tratamento no caps rn mas ainda não está bem e eu não sei bem como lhe dá com isso...mas tenho a conciêcia que faço o q posso..Gostaria muito de vê la boa,pois eu a amo muito.

Anônimo disse...

depois de assistir a essa reportagem do Dr Drauzio no fantastico, me identifiquei com os sintomas na reportagem citados, na duvida sem saber nem por onde começar, procurei uma clinica geral que logo me medicou com antidepressivo e me encaminhou para um psiquiatra e nessa consulta veio a confirmação, tenho mesmo esse transtorno.tudo isso ha apenas um mes, sou mãe de 3 crianças, tenho um marido alcoolatra e minhas filhas são de uma relação fora do casamento, enfim, hoje com a medicação penso mais em tudo o que fiz sem pensar, no que cometi nos picos de mania e de depressão, minha ultima gestação por exemplo, talvez se eu nao tivesse essa doença acho que não teria acontecido.. frustrada, cansada, to tentando me levantar, mas hoje as pessoas não confiam mais em mim,não acreditam na minha capacidade, as vezes acho que nem eu acredito mais em mim. estou me divorciando pois esse casamento so ta piorando minha doença, pq ele bebe pra me taxar de louca na fente das crianças, decidi me mudar de cidade e vou morar com o pai biologico das meninas pois tenho um afeto muito forte com a pessoa dele, mas tenho medo que ele nao consiga enfrentar comigo essa doença, quero muito acreditar que vai dar certo que vou aprender a conviver como leio muitos depoimentos mas minha mente distorce tudo, é horrivel, minha alma ta pedindo socorro e ninguem me ouve....

Anônimo disse...

A bipolaridad, n e o fim do mundo, do toma a medicacao ta ok... Pega firmi com Jeova q ele provera a saida!...

Anônimo disse...

gostaria muito que o dr fizesse uma matéria falando sobre esquizofrenia pois tenho um filho nessas condições

Maria Cristina Queiroz disse...

Para toda a perda existe ganho, convivo há muitos anos com minha bipolaridade, aprendi que não posso esquecer do lítio, jamais.
Desde então posso ter uma vida normal, claro que um bipolar pode e deve ter uma vida normal, basta para isto controlar seus remédios, nada diferente de um hipertenso ou diabético bem se for inúmerar aqui vai faltar espaço para doenças que precisam ser controladas.
A diferença é que nós os bipolares podemos sim com uma vida normal, o que não dá para nós é uma vida comum.
Não sei se alguns vão concordar comigo, mas sinto, mesmo completamente equilibrada dosando meu lítio no sangue, mais força de vontade viva mais intensamente, penso mais rápido que meus funcionarios, e colegas tudo com um prazer muito grande e um empenho, disciplina. Penso que a bipolaridade não foi nem de longe algo ruim DEPOIS DE TRATADA devidamente.