Muito Bonita a História de Superação da Márcia, além de enfrentar a Bipolaridade teve que enfrentar o Câncer também!

Meu nome é Marcia Lopes, Enfermeira, especialista em Saúde da Mulher
trabalhei por 25 anos na UFRJ no Hospital Escola São Francisco de Assis. Prefiro dizer que esta é a minha história pois existem várias questões em minha vida e eu não sou uma doença. Sou uma pessoa com meus desejos, anseios e sonhos e por um acaso convivo com a bipolaridade desde 1990  e tive câncer de mama em 2010 duas situações extremas na vida de uma pessoa. Na bipolaridade tive várias crises e inclusive internações, não aceitava tomar medicação e por ser da área da saúde tudo se tornava mais difícil tive apoio familiar mas em especial da minha mãe que esta comigo em todas as horas antes do CA tive uma crise e depois tive outra e fui removida do Pinel para um hospital público pois estava com infecção urinária e respiratória quase morri, há mais ou menos 4 anos não tenho nada e vivo com fé e esperança sempre. Sou uma pessoa que gosto de música, poesia , samba, ler, teatro, adoro me relacionar com as pessoas não sou chegada ao isolamento. Tive depressão uma vez na época  do CA. Faço parte de um grupo no yahoo que hoje em dia está um pouco perdido pois nossa coordenadora morreu após metástase.

Mente Inquieta: Márcia  você já está a quatros anos estável. O que você acha que te ajudou a adquirir essa estabilidade?  Ter que combater o câncer te ajudou?

Márcia: Acredito que o fato de ter ficado com CA tenha sido um fator importante para eu lutar e sempre discuto com meu psiquiatra passei a ver a bipolaridade de outra forma e hoje tenho um controle maior sobre minha vida e o fato de ter noticias de pessoas com as quais convivo que também tem a doença me fortalece, pois percebo como pude amadurecer através dos anos.
O fato de ser uma frequentadora assídua de boas rodas de samba também me faz muito bem e também ler completa a minha vida. E a vontade de viver!

Esta é a minha história. Não faço questão de ser anônima.

Esta sou eu. Estou no face Márcia Lopes....

5 comentários:

Francine Galiano Pinto disse...

Muito bom! Histórias como essa nos dão esperança de dias melhores! Quem me dera 4 anos de estabilidade... seria o céu na terra!
Força querida!

bjs da Fran,

http://nomundodafrancine.blogspot.com

Anônimo disse...

Adoro histórias de superação e pessoas otimistas! Bjos

Graziela de Leão disse...

Adorei seu blog, adorei a história d aMárcia.
Sou bipolar do tipo 2, faz 10 anos que descobri. E comecei a publicar textos sobre o que e como esta doença me afeta. Se tiver interesse, faça uma visita:
www.minhagangorraparticular.wordpress.com

Sanderson Giori disse...

Ana
Boa noite
Sou bipolar a 20 anos já tive altos e baixos tomei tds remédios que vc pensar
O que me estabilizou melhor foi seroquel
Esse remédio me deixa 99%

E não se asuste nossa doença é controlável
E ainda traz vários benéficos
Somos muito mais capaz do que as pessoas normais
É só saber administrar

Francinha Brito disse...

Olá meninas bom dia...Voces sabem me dizer se quem tem transtorno bipolar consegue se encostar por alguns meses pelo INSS?