Dicas para conviver melhor com a Bipolaridade

1. Aprenda a conviver com a doença da melhor maneira possível – a indiferença não fará o problema desaparecer.

2. Fique ALERTA para sintomas iniciais de depressão ou mania – a detecção precoce dos sintomas e a medicação adequada podem evitar o desencadeamento de um episódio. PROCURE SEU MÉDICO nessas situações.

3. Seu MÉDICO é seu ALIADO. Pergunte, tire dúvidas – mantenha um relacionamento baseado em confiança. Lembre que todos os profissionais que cuidam de você são seus aliados.

4. O TRATAMENTO MEDICAMENTOSO é fundamental – com ele você poderá ter uma vida normal.

5. Falta ou excesso de sono pode desestabilizar o humor. Mantenha um padrão regular de sono sempre que possível. Tente acordar e ir dormir no mesmo horário todos os dias, mesmo nos fins de semana. Evite cochilos durante o dia, eles interferem no sono durante a noite e podem provocar mudanças no seu estado de humor.

6. Encontre o equilíbrio certo: o quanto de descanso, atividade e estímulo é ideal no dia-a-dia.

7. Evite álcool e drogas, além de outras substâncias que possam provocar oscilações no seu humor como café em excesso, fórmulas para emagrecer e outras medicações sem o conhecimento do seu médico.

8. O ESTRESSE pode causar ou piorar sintomas de mania ou depressão. Aprenda a identificar quais fatos e acontecimentos do ambiente (emprego, relacionamentos, etc.) são os que mais lhe afetam. Aprenda a lidar melhor com eles e a enfrentar e resolver conflitos.

9. Desenvolva maneiras de se preparar para ESTRESSORES que não possam ser evitados. Separe um tempo extra para estar sozinho após incidentes estressantes ou faça um intervalo de descanso durante o dia.

10. Procure e aceite ajuda da família e dos amigos quando perceber que não pode se cuidar sozinho.

11. Dedique parte do seu tempo para relaxamento. Experimente diferentes técnicas e escolha a que mais se adapta a você, como caminhar, ouvir música, andar de bicicleta, exercícios de relaxamento muscular, ioga, etc.

12. Converse com seu médico quando quiser engravidar – uma GRAVIDEZ planejada pode ser saudável para você e para o bebê.

13. Freqüente os encontros psicoeducacionais – neles você terá a oportunidade de conhecer mais sobre a doença, tirar dúvidas e encontrar outros portadores.

14. Conviver com o transtorno bipolar muitas vezes torna difícil manter amizades, relações familiares e conjugais. Educação, comunicação e conhecimento são fundamentais para reconstruir seus relacionamentos e afastar PRECONCEITO e ESTIGMA sobre a doença.

Autores: Equipe do GRUDA Grupo de Estudos de Doenças Afetivas Ipq-HCFMUSP - Instituto de Pesquisas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo


Acompanhe no Facebook  e no Instagram e Inscreva-se no canal Viviane Vaz Coach no Youtube.  Mais Informações acessem o site coachesdesuperacao.com 

13 comentários:

Mente Hiperativa disse...

Ótima postagem, ajuda mesmo. Sugiro que faça uma com o título:

"Dicas para conviver melhor COM UM Bipolar"

Sei que cada indivíduo -bipolar ou não- tem suas oscilações de humor e suas dificuldades, mas é difícil lidar com uma pessoa bipolar, sobretudo namorar um bipolar. Costumo dizer que se apaixonar por mim é perigoso... Eu sou inconstante, e intenso demais. Levei um tempo pra aceitar, mas hoje tenho consciência de que sou uma pessoa difícil de lidar num envolvimento emocional, difícil de namorar.

Mente Hiperativa disse...

Ei, agora você me fez pensar em uma coisa que nunca tinha pensado, a gravidez de uma bipolar. Já li bastante sobre bipolaridade (e outros transtornos da mente) mas jamais ouvi alguma fonte falar sobre a gravidez -e suas intensas emoções- numa mulher bipolar.

Se por acaso você tiver algum material bibliográfico (site, livro, etc) que possa me indicar eu agradeço:

mentehiperativa@gmail.com

Mensagens abencoadoras!!! disse...

Por favor amigos, me ajudem a divulgar este testemunho!"
""Deus pode curar o transtorno bipolar do humor?? Como conviver com ele?"

Sou portadora do "Transtorno
bipolar afetivo do humor", desde que me conheço por gente.
Mas infelizmente esta doença não era divulgada, e na maioria das vezes ,para não dizer
quase sempre, a pessoa portadora desta enfermidade
é confundida como uma pessoa inconstante,as vezes muito hiperativa,
com mil pensamentos ao mesmo tempo na cabecinha, muito euforica,que muitas vezes, mal
consegue se expressar ! Outras vezes, negativa demais,ao ponto de planejar suicídio.
Bem eu "era" assim! E isto que já me trouxe grandes prejuízos, Bem, já fui dignosticada pelos médicos com esta patologia já a uns 7 ou 8 anos.Porém não conseguia aceitá-la!
Achava que reconhecer que tenho este problema era o mesmo que"trair"
o Deus que sirvo, ou "colocar" sobre a doença as responsabilidades
por erros que muitas vezes cometi. E na verdade, ainda
não sei, se muitos dos erros e atitudes cometidos,são de minha
responsabilidade ou influenciados pela doença! Porque todos cometemos erros né gente?
Bem, sabemos que a cura de tudo, começa sempre pelo reconhecimento do problema.
Pensava " se o meu Deus é o Deus que me sara (salmo 103:3), que me traz
alegria (Neemias 8:10), como vou ficar me entupindo de remédios para
controlar minha alegria excessiva que me fazia cometer exageros.
Bom, o que tenho a dizer para você que também sofre desta patologia, ou
conhece alguém assim, é que eu hoje estou em tratamento a quase quatro meses.
E , olha, estou muito feliz mesmo!
Não porque remédios estejam "trazendo " alegria para a minha vida.
Mas porque tenho colocado tudo diante do MEU SENHOR!
Faço terapia sim, com uma psicóloga maravilhosa, todas as semanas.
Deus tem usado muito a vida dela para me abençoar!
E tenho uma psiquiatra sim, que me acompanha uma vez por mês.
Ela disse-me que já melhorei muito(glória a Deus!!!) e de seis, agora
vou tomar apenas um comprimido de manhã e outro a noite,
e nenhum deles são anti-depressivos, são apenas para controle de humor.
Isto é por causa DO MEU DEUS!!!
E tenho me sentido maravilhosamente bem. Acabaram aquela "oscilações de humor"
que muitas vezes me faziam pensar que estava ficando "doida", ora muito triste,
ora excessivamente alegre.
Mas creio que é porque o MEU DEUS esta cuidando de tudo!!
Uma pessoa que tem diabetes ou pressao alta, precisa tomar remédios, não precisa?
Então, tanto os médicos quanto os remédios estão ai deixados por Deus para
nos abençoar né? E eu tenho orado muito neste sentido, desde
a primeira vez que decidi recomeçar este tratamento , para não mais parar.
Para você refletir: O transtorno bipolar É UM ASPECTO DA
VIDA DO PACIENTE, MAS NÃO A VIDA TODA DELE!”.
Se você que esta lendo esta ,mensagem, nunca ouviu falar desta
enfermidade, olha, ela existe sim, e quem sabe , lendo
esta mensagem você possa ajudar alguém que sofre deste mal.
Muitas pessoas,nos meios familiares e nas igrejas,
não levam em conta este problema, e portadores desta enfermidade,
são tratados apenas como pessoas que são muito inconstantes , e isto é muito triste.
Sabe, o nosso Deus é o Deus que sara sim!Mas enquanto esta libertação total não chega, vamos
fazer uso dos médicos e dos remédios abençoados que Ele nos deixou!!!!
Sou casada, muito feliz, dois filhos lindos e levo uma vida normal!

Marly

Meu blogger www.paraabencoarsuavida.blogspot.com

Mensagens abencoadoras!!! disse...

Um carinho e um protesto ao mesmo tempo, para NÓS, os bipolares :

Somos chamados de depressivos mas não somos, ela que é !
Somos chamados de inconstantes, mas não somos, ela que é !
Somos chamados de loucamente alegres ou euforicos,mas não somos, ela que é !
Somos chamados de suicidas, mas não somos, ela que é !
Somos chamados de hiperativos,mas não somos, ela que é !
Somos chamados de ansiosos,mas não somos, ela que é !
Sabe quem é ela? Ela é a "Madame transtorno bipolar"
Que não é o que somos, é apenas uma caracteristica que carregamos!
Mas não a nossa essência, não tudo que somos!
E podemos viver muito melhor aceitando o nosso tratamento!

Quero te dizer, mesmo que você se sinta rejeitado(a) por muitos
Mesmo que você não se sinta compreendido e amado
Nunca, jamais se esqueça : Deus jamais te rejeitara
E mais, Ele te aceita e te ama exatamente assim como você é!!

Passei para desejar Feliz Pascoa!!!!!

" Não foram os pregos que seguraram Jesus naquela cruz,
mas o amor Dele, por mim e por você"

elaine disse...

oi queria muito agradecer a mensagem q acabei de ler;;; estou grAVIDA ... E CONCIENTE QUE ESTOU SOFRENDO DA BIPOLARIEDADE ... ASSIM Q MEU BEBE NASCER ...VOU PROCURAR TRATAMENTO TB... MUITO OBRIGADA

elaine disse...

obrigada pela depoimentos ... apos a minha gravidez ... vou fazer tratamento .. agora sei qual e o meu problema .. valeu elaine

Anônimo disse...

Primeiramente gostaria de parabenizar o idealizador deste espaço, é muito bom conversar com quem também vive e convive com pessoas que sofrem deste mal. Bom mas vamos a questão. Minha esposa sofre de transtorno bipolar. É uma pessoa maravilhosa, mas como todo bipolar tem suas crises. Mas talvez o seu maior problema é que sua mente não para, fica ligada 24 h por dia. Ela é professora e recentemente assumiu um cargo de direção em sua escola. Foi a gota d'agua. Se antes já era difícil se desligar agora então é que a coisa complicou. Mesmo tomando as medicações, litio e rivotril, não consegue se desligar. Então venho até vocês perguntar se alguém já passou por isso e como conviver ou mesmo se tem alguma forma da pessoa não se desgastar tanto em pensamentos, não conseguindo algumas vezes nem dormir direito.
Desde já agradeço a atenção de todos

Mente inquieta disse...

Anônimo obrigada pelo elogio!
Bem, eu tenho o transtorno bipolar e tb convivo com um familiar. Pra gente que tem o transtorno temos que tomar cuidado nas nossas escolhas,inclusive na área profissional.
Gostamos muito de cargo de liderança,de chefia, mas temos que está preparado se não essa função acaba sendo um desencadeador de uma nova crise.
A sua esposa tem que analisar isso, e tomar cuidado com a própria saúde mental. Não digo que não deve ser diretora,de forma alguma, alias acredito que somos muitos eficientes nisso. Mas, digo que ela tem que levar as coisas de forma que a não consuma tanto, não a estresse tanto. Isso é uma mudança de hábitos, de enxergar as coisas, que as pessoas aprendem a fazer isso com o tempo.
Mas, se o trabalho estiver prejudicando ela tem que criar alternativas para melhorar a saúde dela, tirando folga, delegando mais tarefas a outros..e se for o caso, até tirar licença médica, pois o mais importante é a saúde dela.
Agora, é ela quem escolhe,se continua nessa situação,pode até continuar,mas ela tem que mudar a forma como ela está encarando tudo isso.Um psicólogo pode ajudá-la nisso tb. Bjos

Mensagens abencoadoras!!! disse...

Anônimo, senti de te falar sobre o "dormir" de sua esposa. Descobri que isso é essencial para nós, os bipolares, para todas as pessoas. Eu relutei muito para tomar remedios para dormir, porque eles causam dependencia sim. Mas minha psiquiatra me disse que se voce não dorme, voce passa a ter uma qualidade de vida horrivel.Sua mente não para dia e noite. Então o que é preferivel, arriscar uma certa dependencia do medicamento, porém conseguir uma noite toda de descanso, ou ter todos os dias uma qualidade de vida horrivel? Temos que fazer a escolha.
Eu escolhi tomar o remedinho para dormir, minha mente descansa e passo o dia bem melhor. Se sua esposa nao esta conseguindo dormir, é preciso falar urgentemente com o médico para que mude o remédio dela, ela precisa mais do que tudo dormir.Se vc olhar meus depoimentos acima, eu estava quase sem remédios, mas em abril tive uma crise de depressão mto forte, então agora tomo clonazepan para dormir, tomo só meio comprimido e apago,um litio de manhã e outro a noite, e meio clomipramina de manhã que é anti-depressivo. Mas estou bem de novo graças a Deus,acordo com a mente super descansada, apesar de tambem ser normalmente bastante inquieta como todo bipolar, mas dormir bem é tudo!
Um abraco.
Com carinho.
Marly

Mensagens abencoadoras!!! disse...

passando para te desejar um bom final de semana amiga...
Bjus
Marly

maxsinara disse...

olá,meu cunhado é bipolar,faz tratamento a pelo menos 02 anos.Infelismente vez por outra tem suas recaídas e confeso não é fácil, nessas fases ele tem ideias como de matar alguém...é aparte mais dificil pra minha irmã,gostaria de sugestões para que possamos melhor ajudá-lo e compreender tal situação.

Anônimo disse...

Sou casdo a38anos com uma bipolar já fui traído humilhado já não sei mais oque fazer estou perdendo as forças estou quase desistino me ajude

Anônimo disse...

Parabéns pelo espaço, mas confesso que já passei de algumas fases ,
como bipolar, ex; Não acredito mais em ´´ médicos ou psicólogos ,
convivo com eles por necessidade , não são meus amigos e nem estão
muito para mim . Ou qualquer outro doente , claro que pago por cada consulta , não devo nada a eles e eles a mim . Me considero
um pesquisador da doença, para o meu bem e quem me pedir ajuda ..
Um paciente em surdo e internado por 15 dias , vale muito mais dinheiro para um medico psiquiatra ....
do que ele ganharia em dois anos de consulta com o mesmo paciente. Isso é só um exemplo . Obs; Pacientes com plano de saúde.
Obrigado e fiquem com Deus.